sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Sandy canta Fascinação

A nova geração da música não deixa cair no esquecimento as maravilhosas músicas da época da Era do Rádio. Um exemplo disso foi a apresentação da cantora Sandy, de apenas 26 anos, no Criança Esperança 2009, onde ela cantou Fascinação, uma canção francesa composta por F.D. Marchetti e escrita por Maurice de Féraudy em 1905. Traduzida para português em 1943 por Armando Louzada e interpretada pelo argentino Carlos Galhardo, a música ficou famosa depois que virou um dos maiores sucessos da cantora Elis Regina, que a regravou em 1976.



Elis, que foi ícone no período dos anos 70 e 80 (faleceu aos 37 anos em 1982 devido a complicações de mistura de drogas, bebidas e remédios) e até hoje é sucesso na MPB foi capa da revista quando ela já levava o nome de Revista do Rádio e TV em 16/10/1965, na edição 839.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

DEPOIMENTO DE EMILINHA SOBRE A REVISTA DO RÁDIO, por Jannaina Costa

Emilinha Borba é uma das personagens centrais da história do Rádio Brasileiro e, consequentemente, também da Revista do Rádio. No post que publicamos no dia 03 de outubro, contamos um pouco sobre a biografia da cantora, falecida em 2005. No post de hoje, recuperamos o depoimento de Emilinha sobre a Revista ao jornalista João Pimentel ( O Globo) na ocasião do lançamento do livro de Rodrigo Faour sobre a Revista do Rádio em 2002:



A matéria completa está disponível em: http://new.rodrigofaour.com.br

Diva do cinema e da música


Abrir as páginas da Revista do Rádio e deparar-se com a diva do cinema, Adelaide Chiozzo, era uma coisa comum na década de 1950. A atriz e acordeonista foi a primeira a receber o título de “Namoradinha do Brasil” e atuou em 23 filmes, inclusive musicais ao lado de Oscarito e Grande Otelo. Como cantora fez sucesso ao lado de Eliana Macedo, e gravou mais de vinte discos.
Quem acompanhou a novela Global A Favorita, com certeza ouviu as músicas “Beijinho Doce” e “Sabiá na Gaiola”, cantadas pelas personagens Flora e Donatela. Ambas as obras são da autoria de Adelaide.
De 1948 a 1957, Adelaide Chiozzo atuou em diversos filmes, sendo boa parte deles ao lado de Eliana, como no filme Aviso aos Navegantes. O sucesso lhe rendeu diversas capas na Revista do Rádio.

video

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Revista do Rádio é fonte de consulta para tese de doutorado em Londres

Na década de 1990, aos 49 anos, a professora universitária Ana Ignez de Oliveira, utilizou uma coleção de publicações da "Revista do Rádio" para fundamentar sua tese pelo curso de Doutoramento em Antropologia Social da Universidade de Londres. O trabalho demonstrava a preocupação da professora em entender o papel da mulher na sociedade brasileira dos anos 1950.

Ao consultar o acervo da “Revista do Rádio”, que Anselmo Domingues editava semanalmente entre 1948 e 1957, a professora percebeu que havia uma seção denominada “A Casa dos Artistas” que permitia uma amostragem do que seria a casa de uma mulher da classe média, aspirando a ascensão social, e que se identificava com os artistas dos programas de rádio, dos discos 78 rpm ou dos filmes nacionais da Atlântida e Cinédia.

Ela constatou que, em sua grande maioria, as casas dos artistas eram localizadas em subúrbios do Rio de Janeiro ou em edifícios modestos, e que se podia perceber, inclusive, uma regularidade nos estilos dos móveis escolhidos. Segundo a professora, artistas populares, como era o caso de Emilinha Borba, Marlene, Francisco Alves, Angela Maria, Orlando Silva, não só mostravam os ambientes das salas e quartos, mas faziam questão de destacar a marca dos aparelhos eletrodomésticos, fossem eles uma televisão Zenith de 21 ou uma geladeira de 10 pés Westinhouse, que acabavam por sinalizar o status social da época.

A tese de dourado intitulada “O universo doméstico e o imaginário social feminino da mulher da década de 1950” está retratada no capítulo “Abelinhas numa diligente colméia” da Obra “Rebeldia e Submissão” organizada por Albertina de Oliveira Costa e Cristina Bruschini que pode ser consultada em parte pelo endereço
http://www.fcc.org.br/biblioteca/arquivos/Rebeldia.pdf